Telefone: (11) 5081-7850

Coluna

Hérnia de Disco Lombar no Esporte

A Hérnia de Disco (HD) é uma anomalia ou lesão produzida pela degeneração do disco intervertebral (entre os ossos da coluna), que originalmente é constituído de um anel fibroso, envolvendo um conteúdo central chamado núcleo pulposo, que contem um material em forma de gel.

Quando o disco se rompe, o conteúdo do núcleo pulposo tende a sair do espaço delimitado pelo disco, o que acarreta fenômenos de compressão e irritação das estruturas ao redor (raízes nervosas).

A HD é uma patologia freqüente que afeta grande parte da população distribuída de forma equilibrada entre homens e mulheres. A Hérnia de disco lombar e a doença degenerativa do disco (discopatia degenerativa) são as causas mais freqüentes de dor lombar (lombalgia) e dor irradiada para a coxa e perna, por acometer o nervo ciático (lombociatalgia).

Hernia_de_disco_lombar

Como ela aparece?

 

As principais causas das HD são:

-Envelhecimento articular (osteoartrose) com degeneração do disco.

-Microtraumatismos

-Mecanismo de flexo-extensão do tronco associada à carga elevada.

-Movimentos de rotação da coluna com impacto associado.

-Atrofia da musculatura paravertebral lombar.

-Causas genéticas em investigação

Quais são os sintomas?

Os sintomas são:

- Dor lombar de instalação súbita ou gradual.

- Dor irradiada para o membro inferior direito ou esquerdo, geralmente unilateral.

- Dificuldades de movimentação do tronco, dor ao caminhar.

- Problemas no controle de esfíncteres nos casos mais graves.

- Sensações de mudança de sensibilidade na região da nádega, virilha, região posterior da coxa.

Como é diagnosticada?

A história clínica, com descrição dos fenômenos dolorosos e associados, assim como o exame físico, são fundamentais para o diagnóstico da HD.

Algumas alterações são identificadas no exame físico: perda da lordose fisiológica (curva lombar normal), espasmo muscular, curvatura da coluna (escoliose), dor à flexão do tronco, incapacidade ou dor ao movimento de alongamento da região posterior da coxa, diminuição da sensibilidade da pele da perna e pé.

Algumas manobras específicas no exame físico identificam sinais de compressão nervosa.

A radiografia simples é complementada pelo exame de ressonância magnética no diagnóstico da hérnia discal.

A tomografia computadorizada também permite o diagnóstico, porém com informações mais específicas da estrutura óssea.

Hernia_discal_RNM_3

Qual é o tratamento?

 

O tratamento deve respeitar as características da lesão, os sintomas apresentados e as atividades realizadas pelo paciente.

Inicialmente medidas conservadoras com medicamentos analgésicos, antiinflamatórios, repouso até controle da dor e tratamento fisioterápico analgésico.

O tratamento cirúrgico está indicado nos casos após longo tratamento clínico sem sucesso, ou aparecimento de sintomas e sinais neurológicos graves com limitação de movimentos, perda de força e outros.

 

Proteja a sua coluna. Bons treinos !

Busca

eventos

VÍDEO MAIS VISTO

 

Assine nossa Newsletter

Temos 44 visitantes e Nenhum membro online

atividade
exercicio

Artigos Científicos


 

Localização

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 2850
Jardim America, São Paulo,
CEP:01442-002
Telefone: (11) 5081-7850