Telefone: (11) 5081-7850

Joelho

ALTERAÇÃO DE CARTILAGEM NA OSTEOARTRITE DE JOELHO DETECTADA POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA COM REALCE TARDIO PELO GADOLÍNIO APÓS TRATAMENTO COM COLÁGENO HIDROLISADO: UM ESTUDO RANDOMIZADO COM ENSAIOS CONTROLADOS

McAlindon TE, et al. Change in knee osteorthritis cartilage detected by delayed gadolinium enhanced resonance imaging following treatment with collagen hydrolysate: a pilot randomized controlled trial. Ostearthritis and Cartilage 2011;19: 399-405

Objetivo do estudo

Determinar se tanto a abordagem de ressonância nuclear magnética com realce tardio por gadolínio (dGEMRIC) quanto a realizada por mapeamento T2 podem detectar alterações da cartilagem hialina do joelho entre indivíduos que recebem formulação de colágeno hidrolisado.

Métodos

Trata-se de um ensaio piloto, prospectivo, desenvolvido num único centro, randomizado, controlado com placebo e duplo-cego que envolveu 30 participantes com osteoartrite (OA) leve de joelho, testados para verificar a capacidade tanto de dGEMRIC como do mapeamento na detecção de alterações na cartilagem atribuídas especificamente ao colágeno hidrolisado. Os desfechos primários ocorreram em 24 semanas, com a possibilidade de extensão por mais 24 semanas após monitoramento apropriado da segurança e da tolerabilidade.

Os desfechos secundários incluíram as alterações no tempo de relaxamento T1 na dGEMRIC entre a avaliação inicial e a semana 48, a alteração do tempo de relaxamento T2 em 0, 24 e 48 semanas, as medidas dos sintomas e a funcionalidade obtidas em cada uma das visitas e em uma avaliação global do uso de analgésicos. 


Resultados

            Constatou-se que, entre os 30 participantes designados para o estudo, o escore da dGEMRIC aumentou nas regiões tibial, medial e lateral de interesse (aumento mediano de 29 e 41 ms, respectivamente) nos participantes submetidos ao colágeno hidrolisado, mas diminuiu (declínio mediano de 37 e 36 ms, respectivamente) entre os participantes do grupo de placebo, com alterações entre os dois grupos em 24 semanas, alcançando-se significância estatística.

            Não houve, todavia, quaisquer outras mudanças significativas entre os dois grupos nas outras quatro regiões analisadas, nem em qualquer dos valores T2 ou nos indicadores clínicos. 


Conclusões

Os resultados preliminares desse estudo piloto sugerem que foi possível detectar alterações da concentração de proteoglicanos na cartilagem do joelho, entre indivíduos que tomaram colágeno hidrolisado, após 24 semanas.

Busca

eventos

VÍDEO MAIS VISTO

 

Assine nossa Newsletter

Temos 75 visitantes e Nenhum membro online

atividade
exercicio

Artigos Científicos


 

Localização

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 2850
Jardim America, São Paulo,
CEP:01442-002
Telefone: (11) 5081-7850