Telefone: (11) 5081-7850

O Esporão do Calcâneo

O calcâneo representa o osso de maior tamanho no pé e possui importância fundamental no mecanismo de transmissão de forças de flexão e extensão do tornozelo.

O esporão é uma espícula óssea que pode se formar lentamente na superfície de tração da fáscia plantar e na inserção do osso do calcâneo, especificamente na sua inserção com a fáscia plantar ou na região posterior do osso do calcanhar, especificamente na inserção do tendão calcâneo. O processo de formação de um esporão é lento, podendo levar décadas até o aparecimento dos primeiros sintomas.

Heel Spur

O tendão de Aquiles fixa-se ao osso do calcâneo através de fibras colágenas que se aderem e penetram a superfície óssea. A tração frequente do tendão calcâneo pode desencadear um processo de sobrecarga, que se manifesta por alterações degenerativas do tecido, modificações da composição das fibras colágenas e das células, que sofrem modificações estruturais, tornando o tecido mais rígido, pouco flexível, com formação de zonas de cartilagem e calcificação e consequentemente com menos capacidade de adaptação aos esforços.

A inserção da fáscia plantar no pé também é sede de lesões no esporte há décadas. Dentre as lesões mais frequentes podemos citar as tendinopatias, as peritendinites, as rupturas parciais e as bursites.

Os esporões do calcâneo podem ser classificados segundo o tamanho, a localização e a presença ou não de sintomas. Um esporão pode ter uma grande dimensão e não ser sintomático, assim como pode ser pequeno e sintomático.

O esporão pode ser identificado por meio de radiografias simples e até mesmo pela ressonância magnética, capaz de identificar precocemente alterações do tecido ao redor da espícula óssea, como a bursite e a ruptura parcial da fáscia ou do tendão.

            Esporões sintomáticos são geralmente passíveis de tratamento clínico inicial, mediante a utilização de palmilhas absorvedoras de choque (silicone), calçados com menos zonas de pressão, medicamentos analgésicos e antiinflamatórios.

O tratamento cirúrgico está indicado nos casos refratários ao tratamento conservador, em pacientes com limitações funcionais, nos atletas profissionais  sintomáticos. Os objetivos do tratamento cirúrgico são a ressecção completa da proeminência óssea, regularização dos bordos e reparo ou reconstrução do tecido mole ao redor.

Pacientes portadores de esporões do calcâneo deveriam seguir algumas orientações no sentido de reduzir os sinais e sintomas, tais como a redução do peso corporal nos indivíduos portadores de sobrepeso ou obesidade, evitar permanecer em pé por longos períodos, manter hábitos saudáveis de exercícios físicos regulares e alongamentos frequentes.

Cuide de seus pés e bons treinos !

Dr. Cristiano Frota de Souza Laurino

 

Busca

eventos

VÍDEO MAIS VISTO

 

Assine nossa Newsletter

Temos 58 visitantes e Nenhum membro online

atividade
exercicio

Artigos Científicos


 

Localização

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 2850
Jardim America, São Paulo,
CEP:01442-002
Telefone: (11) 5081-7850